Boas práticas em gestão ambiental
Boas práticas em Gestão Ambiental: dicas importantes e simples para aplicar em sua empresa

Há práticas que juntam o útil ao agradável, e é exatamente o que acontece quando se fala de gestão ambiental. Além de contribuir com o planeta, melhorando o uso dos recursos naturais, é possível cortar custos através da reutilização de materiais e do combate ao desperdício. Empresas que adotam boas práticas em gestão ambiental são regidas por uma palavra-chave: sustentabilidade.

É essencial racionar o consumo de recursos não renováveis e a geração de resíduos, que tem grande impacto ambiental. As boas práticas podem ser aplicadas em várias esferas, do governo federal às residências. Em empresas, dependendo do porte e do perfil, é possível implantar ações simples que farão com que o público as veja como inovadoras e responsáveis.

 

Quatro pontos básicos devem ser observados para uma gestão ambiental adequada:

 

  1. Água: combater o desperdício é fundamental;
  2. Energia: não só combater o desperdício, mas buscar fontes alternativas;
  3. Resíduos sólidos: controlar a criação e dar uma destinação correta;
  4. Transportes: organizar o uso de veículos, adotar combustíveis renováveis e priorizar transportes coletivos.

 

Dicas de boas práticas em gestão ambiental para adotar na sua empresa

 

Dentro da empresa, o blog Brasil Diverso dá dicas de boas práticas em gestão ambiental para serem colocadas em prática o quanto antes:

  1. Quanto a água: deve-se ajustar a descarga, para um consumo menor; torneiras devem ter temporizador; instalações hidráulicas precisam de revisões periódicas; a água da chuva pode ser aproveitada.
  2. Energias eólica e solar são boas opções à elétrica; lâmpadas podem ser mais econômicas; equipamentos devem ser utilizados de forma inteligente, otimizada; aparelhos com o selo Procel apresentam melhores índices de eficiência energética.
  3. Resíduos sólidos devem ser separados devidamente para reutilização ou reciclagem, e deve-se buscar opções que gerem menos resíduos, como produtos sem embalagens.

É importante ressaltar que todas as adequações relacionadas a gestão ambiental não adiantam nada se não houver um processo de conscientização dentro da organização. Cartilhas e palestras podem ajudar a difundir boas práticas e incentivar a economia dos recursos naturais não renováveis.

Quer saber mais? Entre em contato!
Post Recentes

Vídeo educativo da ANA explica a “Lei das Águas”

Saiba como obter até 60% de desconto em multa ambiental federal

Conheça a outorga de direito de uso de recursos hídricos

Conformidade Legal Ambiental Corporativa

Conformidade Legal Ambiental Corporativa

Como prevenir as doenças ocupacionais

investir em segurança do trabalho

Por que investir em segurança do trabalho?